SANGRAMENTO NO PRIMEIRO TRIMESTRE

 

O sangramento vaginal principalmente no primeiro trimestre da gravidez é confundido com menstruação, por isso que muitas gestantes ficam aflitas na hora que isso acontece.
Grande parte das grávidas passam por esse quadro de sangramento, mas é super importante ficar alerta e concultar seu obstetra para que ele possa identificar as características se sangramento, que pode em alguns casos pode não ser normal.
Nas primeiras 12 semanas de gestação esse sangramento é considerado normal, que podem ser causados por diversos fatores como :
A implantação do embrião no endométrio, onde esse sangramento é semelhante à menstruação, mas apresenta coloração mais clara e dura poucos dias. Mudanças no colo do útero também pode ser um motivo, pois quando se está grávida, o sangue flui mais para o colo do útero, onde essa região fica sensível e pode sangrar em exames ginecológicos ou em relações sexuais. Infecções podem acontecer no colo do útero ou na vagina, originando um sangramento, essas e outras situações são consideradas normais. Mas é muito importante que no caso de sangramento moderado e abundante, sangramento junto à dor, calafrios, febre e se tiver outros matérias no sangramento, procure um médico imediatamente, pois esses sintomas não representam sangramentos normais.

Primeiro trimestre Drauzio – Feita A avaliação inicial, quais os cuidados necessários no primeiro trimestre da gravidez? Jorge Naufal – O primeiro trimestre é instável, porque quem comanda a gravidez é o corpo amarelo ou corpo lúteo, em que se transforma o folículo ovariano depois de liberar o óvulo e que tem função hormonal importante. A progesterona é o hormônio mantenedor da gravidez. É ela que aumenta o endométrio, oferece nutrição para o nenê e inibe a contração uterina. Caso a mulher não tenha um bom corpo amarelo, corre o risco de aborto. Nesse caso, é preciso dar-lhe um antiespasmódico para inibir as contrações do útero, e progesterona em dose adequada para manter o corpo lúteo funcionante. Outro cuidado importante é garantir boa nutrição. Insistimos para que a gestante ingira proteínas e evite massas, doces, frituras e comidas gordurosas. O ideal é que ela engorde de 8kg a 12kg durante toda a gravidez, de tal forma que um mês, quarenta dias depois do nascimento do nenê, volte ao peso que tinha antes de engravidar. O grande perigo do excesso de peso é a pré-eclampsia. Se a dieta não for balanceada e houver abuso na ingestão de sal, o risco aumenta. Drauzio – No primeiro trimestre, algum polivitamínico é recomendado? Jorge Naufal – São prescritos sais minerais e vitaminas para promover bom desenvolvimento, boa ossificação e boa dentição do futuro nenê. Drauzio – E ácido fólico? Jorge Naufal – Na dose que prescrevo, o polivitamínico já tem a quantidade adequada de ácido fólico. Portanto, não há necessidade de a gestante tomar dois comprimidos diferentes. Drauzio – No primeiro trimestre, ela pode levar vida normal? Pode fazer esportes? Jorge Naufal – Ela pode praticar esportes que não favoreçam colisões dela com outra pessoa, com a bola ou com o solo. Isso limita muito a prática de exercícios. Por exemplo, basquete, vôlei, futebol, handball e lutas não são indicados, mas ela pode fazer caminhadas, algumas flexões e pedalar no plano ou em bicicleta ergométrica com menos carga. Drauzio – Correr é desaconselhado? Jorge Naufal – Correr tem de ser uma atividade controlada. Dez minutos de corrida devem ser seguidos por uma pausa para descanso, porque já no começo da gravidez há sobrecarga para o coração e o pulmão, pequena, mas há. No oitavo mês, essa sobrecarga chega ao máximo e melhora no nono mês. Drauzio – A atividade sexual pode ser mantida no primeiro trimestre? Jorge Naufal – Pode, mas as relações têm de ser do tipo papai-mamãe, não muito prolongadas nem acrobáticas. Se houver ameaça de aborto, sangramento ou contrações muito fortes, a atividade sexual precisa ser suspensa. Drauzio – Nesse trimestre, o risco maior é o de abortamento. Quais são os sinais de que ele pode estar ocorrendo? Jorge Naufal – Os primeiros sinais são dor ou sangramento, nem que seja pequeno. Eventualmente, pode ocorrer sangramento tipo filete logo no começo da gravidez, quando há o alinhamento ou migração do ovo no endométrio. Como não temos condições de estabelecer um diagnóstico diferencial, são tomadas todas as precauções para evitar o aborto. Drauzio – Grande número de gestações são interrompidas sem que a mulher perceba que teve um aborto espontâneo? Jorge Naufal – Já está padronizado que, na primeira gestação, uma em cada cinco mulheres aborta. Portanto, 20% das gestações são interrompidas espontaneamente. É difícil determinar o número de mulheres que aborta antes de perceber que estavam grávidas, se bem que atualmente exista o exame Beta HCG, fração beta da gonotrofina coriônica, que possibilita determinar a gravidez cinco dias antes da data prevista para a menstruação normal. É provável que, no futuro, com a evolução do ultra-som, possamos detectar a gravidez quase no momento em que se deu a fecundação. Drauzio – Quer dizer que o exame Beta HCG possibilita diagnosticar a gravidez precocemente. Jorge Naufal – A mulher pode saber que está grávida antes da amenorréia, antes do atraso menstrual, se fizer o Beta HCG. Normalmente, não se pede esse exame porque, na fase inicial, o ovo ainda está na trompa (ele só faz o alinhamento de seis a oito dias depois da fecundação) e fica difícil determinar alguma modificação uterina ou hormonal acentuada. Por isso, deixa-se para pedir o exame depois do atraso menstrual. No entanto, há um aforisma que diz: até prova em contrário, o atraso da menstruação é indício de que está grávida a mulher em idade fértil, sexualmente ativa e ciclo menstrual rítmico. Drauzio – No primeiro trimestre da gravidez, muitas mulheres sentem náuseas, vomitam e têm mal-estar. O que se pode fazer para ajudá-la a vencer essa fase? Jorge Naufal – O primeiro cuidado é dar aporte psicológico e bom apoio familiar. Nem sempre se pode imputar à gravidez a causa das náuseas e vômitos. Às vezes, esses sintomas são de origem psicogênica. A grande maioria, porém, advém do aumento das taxas hormonais e do estímulo do nervo vago sobre a glândula parótida. Isso faz a mulher produzir salivação alcalina que provoca certo enjôo. E tem mais: a redução dos níveis de glicose no sistema nervoso central a deixa sonolenta, irritada, com mais enjôo, náuseas e vômitos. Esse quadro requer a prescrição de antieméticos para evitar que ela desidrate e precise ser internada no hospital para reidratação. Drauzio – Como devem ser usados os antieméticos? Jorge Naufal – Como há queda da pressão ortostática, o ideal é que a mulher grávida tome o comprimido antes de levantar e de escovar os dentes, masque algumas bolachas salgadas e permaneça ainda uns 20 minutos deitada. Agindo desse modo, a possibilidade de vomitar cairá sensivelmente, porque o remédio já terá sido parcialmente absorvido e a papa de bolacha assentado o estômago, quando ela se levantar. Drauzio – É importante que os antieméticos sejam usados apenas sob orientação médica. Jorge Naufal – Não só os antieméticos, mas qualquer remédio que a mulher grávida venha a tomar devem ser indicados pelo médico. Até o quarto mês, somos muito críticos a esse respeito e procuramos prescrever o menos possível, na dosagem mais baixa e pelo menor tempo. Drauzio – Essa questão de medicamentos é muito delicada na gravidez. A mulher pensa que os remédios que tomou desde que era criança não têm contra-indicação, o que é um erro. Quais são os medicamentos que não devem ser usados em hipótese alguma? Jorge Naufal – Estrógeno não pode usar de jeito nenhum. Corticóides, só quando extremamente necessários e moderadamente. Anticonvulsivantes, remédios para tireóide e antidepressivos têm de ser criteriosamente escolhidos. É indispensável que o ginecologista e o especialista que está acompanhando o caso troquem idéias e entrem em acordo a fim de selecionar esses medicamentos. Todos eles, se puderem ser evitados, melhor. Quanto aos remédios para o tratamento de câncer, é preciso pesar os prós e os contras, os riscos e benefícios que oferecem. Drauzio – Os antiespasmódicos para controlar as cólicas, que são freqüentes nessa fase, podem ser usados? Jorge Naufal – Só se a cólica for muito forte, e não pode ser qualquer medicamento. O melhor é sempre evitar o uso de antiespasmódicos.

 

EVOCANIL – progesterona

modo de actuação

As cápsulas ou gel de progesterona actuam exactamente da mesma forma que a progesterona natural, preparando o revestimento uterino para uma gravidez.

modo de administração

As cápsulas de progesterona podem ser administradas por via oral,  no entanto, a fim de reduzir o risco de potenciais efeitos secundários, os médicos aconselham frequentemente as pacientes a introduzirem as cápsulas na vagina. (A progesterona é absorvida através da parede vaginal e entra na circulação sanguínea.) A dose normal é de duas cápsulas por dia, uma a cada 12 horas.

2 Respostas so far »

  1. 1

    Luciana disse,

    Minha mestruaçao veio menos dia 23 Agosto 2010(no dia certo ) e quando foi 14 de setembro tive pouco sangramento, foi quando descobri pelo Beta que estava gravida com baixa sensibilidade 4 dias depois foi feito outro positivo. Dia 20 de setembro foi feita uma Ultrasom vaginal nao constou o embriao ainda estava recente(depoimento do DR) TEVE ESPERAR QUANTOS DIAS, ESTA CORRETO ACONTECE 4 SEMANAS DE GESTAÇAO…..ESTOU CORRETA.

  2. 2

    Mary disse,

    Ola… Estou com uma duvida cruel… A 3 meses atras veio um leve sangramento, nu mes pasado veio kum muita colik, e ese mes veio muito estranho,sempre tive minha mestruaçao regulada,alem do que estou kum candidiese,enjoo,dor d kbeça,dor nas costas, nu estomago ah mais ou menus 3 meses… Minha bariga ta crescendo. Mas naum sei uq pod ser. Hj fui nu medico e ele me pasou uma endo. Bjs se puderem me ajudar


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: