Archive for setembro, 2009

FECUNDAÇÃO

fecundacao

feminino%201

sistema-reprodutor-feminino-10

 

Cerca de cartoze dias depois do início do período menstrual ocorre a fecundação. Isso acontece quando uma célula espermática de um indivíduo do sexo masculino se une a um óvulo de um indivíduo do sexo feminino para formar uma única célula. Esta célula é chamada de zigoto até que comece a crescer através da divisão celular. Os óvulos e os espermatozóides são conhecidos como gametas, ou células sexuais.

Uma menina recém-nascida tem cerca de 400 mil óvulos imaturos em seus ovários, cada um em sua própria pequena bolsa chamada de folículo ovariano. O óvulo, cerca de um quarto do tamanho do ponto final usado nesta frase, é a maior célula do corpo humano. Na mulher sexualmente madura, a ovulação ocorre aproximadamente a cada 28 dias; isto é, um folículo maduro em um de seus dois ovários se rompe e expele um óvulo. Este se encaminha para o útero através da trompa uterina onde normalmente ocorre a fecundação.

O espermatozóide, à forma de um girino, que mede 1/1500 cm. da cabeça à cauda, é uma das menores células do corpo e é muito mais ativo do que o óvulo. Os espermatozóides são produzidos nos testículos do homem maduro a uma taxa de centenas de milhões por dia e são ejaculados em sua sêmen durante o clímax sexual.

Uma ejaculação transporta cerca de 500 milhões de células espermáticas; para que ocorra a fecundação, é preciso que pelo menos 20 milhões de células espermáticas penetrem o corpo da mulher de um só vez. Elas penetram a vagina e procuram nadar através da cérvice (abertura para o útero) para a trompa uterina. Apenas uma diminuta fração desses milhões de células espermáticas chega a este ponto. Mais do que uma pode penetrar um óvulo, porém apenas uma pode fecundar e criar um novo ser humano.

Depois da fusão, o zigoto se divide rapidamente e avança em direção à cavidade uterina, em cuja camada interna, se implanta, caso esta se encontre preparada para recebê-lo. Na zona de implantação desenvolve-se mais tarde a placenta, órgão de estrutura muito complexa, por meio do qual o feto se nutrem respira e elimina secreções. Quando a gravidez se desenvolve fora do útero, sobrevém a gravidez ectópica (fora do local normal), cuja forma mais comum é a gravidez tubária, que ocorre num proporção de um para 250 ou 300 casos, e é mais comum na raça negra. Nesses casos, o zigoto não chega ao útero.

Os espermatozóides mantêm sua capacidade para fecundar um óvulo durante 24 a 48 horas; os óvulos podem ser fecundados durante cerca de 24 horas. Assim, há cerca de 48 horas durante cada ciclo menstrual em que pode ocorrer a concepção (Patten, 1968). Se esta não ocorrer, as células espermáticas e o óvulo morrem. As células espermáticas são devoradas pelas células brancas do sangue no corpo da mulher e o óvulo passa pelo útero e sai pela vagina.

Comments (2) »

CUIDADOS COM A PELE NA GRAVIDEZ

 

cidadao1

10/07/2003

 A gravidez influencia muito no cabelo e na pele. Ela causa um aumento de progesterona no organismo, que pode ocasionar aumento das pintas, manchas escuras (melasma), manchas vermelhas (telangectasias) e acne.
Os cuidados da pele neste período consistem em lavar a face com sabonete neutro e utilizar um filtro solar potente. Não se usa ácido retinóico e glicólico na gravidez, apesar de estudos modernos mostrarem que a absorção deles pela pele seria mínima, e que na verdade não haveria nenhum risco. Como precaução, usamos na gravidez apenas o ácido azelaico que melhora as manchas, a acne e comprovadamente não prejudica o feto.

 Geralmente os cabelos são muito beneficiados na gravidez. A queda de cabelo normal diária é de cem fios. Durante a gravidez, a progesterona diminui a queda de cabelo e ele costuma ficar mais bonito e volumoso. Cerca de três meses após o parto, mais ou menos 40% de todas as matrizes do cabelo entram juntos na fase de repouso, o que leva a uma queda intensa mas que normaliza-se em quase todas as mulheres após um ano. No entanto, quando há uma predisposição genética para a calvície, ela pode não se normalizar totalmente, e a paciente deverá procurar seu dermatologista para tratamento logo após o parto.

O uso de tinturas do cabelo na gravidez é controvertido. Cientistas discutem uma associação entre abortos espontâneos e certas substâncias contidas em tinturas e alisantes de cabelo. Por via das dúvidas, devem ser evitadas pelo menos nos três primeiros meses de gravidez.  Após este período, libera-se os tonalizantes e a hena, que são eliminados após poucas lavagens.

A formação de estria é muito constitucional. Algumas pessoas quase não engordam e desenvolvem muitas estrias. No entanto, as orientações preventivas básicas são ganhar o mínimo possível de peso e usar bastante hidratantes a base de uréia, óleo de amêndoas doce e óleo e uva nas regiões propensas como abdomen, quadril e seios , e que logo após o parto procure o dermatologista para tratamento com ácido retinóico. As varizes também ocorrem mais. Usar meias elásticas e engordar pouco ajudam na sua prevenção.

 

——————————————————————————–

Cristina Mansur é dermatologista, professora e chefe da disciplina de Cosmiatria do Serviço de Pós-Graduaçao em Dermatologia da UFJF.

Leave a comment »