Archive for setembro, 2010

DIETA DA FERTILIDADE

Simples alterações na alimentação podem aumentar chances de engravidar, segundo estudo da Universidade Harvard. Em vez de pão branco, o integral; no lugar de leite magro, o gordo; menos carne vermelha e mais peixe. Substituições que podem ser feitas tranquilamente no dia-dia ajudam a reduzir em ate 80% a infertilidade causada por problemas onovulatórios. O resultado oferece uma alternativa para que se evitem o stress, a perda de tempo e os gastos com os processos de fertilização. É ainda uma prova de que, em alguns casos, a medicina não é a única solução pra quem quer engravidar. Atitudes simples muitas vezes são menosprezadas pelas pessoas, que partem logo para fertilização induzida, diz “Quem controla o que entra pela boca pode ter mais filhos e viver mais”, mas essa dieta não vale para tratar qualquer dificuldade. O estudo não contempla casos originais por infecções genitais, problemas nas trompas ou com o homem.

Cardápio para engravidar

1) Corte a gordura trans – Ingerir 2% de calorias desse tipo de gordura eleva em mais de 100% os riscos de infertilidade. Ao comprar produtos industrializados, escolha aqueles que levam o selo “livre de trans”. O mercado esta trocando essa gordura por óleo de palma ou adotando a interesterificaçao (processo que origina a gordura trans)

 2) Diga sim as gorduras ricas em omega 3 e 6 Consuma azeite, óleo de canola, salmão, sardinha, linhaça e amêndoa. Essas gorduras tornam a membrana que envolve o óvulo mais fluida. Isso facilita a penetração do espermatozóide e a saída do embrião, que se implantar no útero.

 3) Adote carboidratos complexos Troque tudo o que é feito com farinha branca (pão, maçarão, biscoito) pela versão integral, os carboidratos complexos. Segundo o estudo, as mulheres que ingeriam poucos grãos integrais e se deliciavam com arroz branco, batatas e doces (carboidratos simples) tinham 55% mais probalidade de apresentar a síndrome do ovulação irregular.

4) Bote fé no Ácido fólico Rico em proteínas e, por isso, um promotor de renovação celular, acido fólico é importante desde a fecundação até o fim da gestação, pois ajuda na formação do sistema nervoso do feto. Ele ainda e eficaz na manutenção da gravidez, principalmente nos três primeiros meses, quando o risco de aborto natural e maior. Coma soja, fígado, vegetais verdes-escuros (espinafre, agrião) e levedo de cerveja. E fale com seu médico sobre a necessidade de suplementação.

 5) Beba leite integral Troque o desnatado ou semidesnatado pelo integral e, duas vezes por semana, tome ½ xícaras de sorvete (sem gordura trans). “Pela pesquisa, as mulheres que bebiam leite integral todos os dias tinham 70% menos risco de ter problemas de infertilidade do que as que raramente tomavam a bebida”.

6) Consuma ferro A carência do mineral pode dificultar a ovulação. Reforce a dose investindo em alimentos como couve, beterraba e açaí. Converse com seu médico sobre a necessidade da suplementação de ferro. “O estudo mostrou que a suplementação com pelo menos 40 mg de ferro reduzida em 40% a possibilidade de mulher apresentar problemas de infertilidade”.

7) Tome muito liquido A hidratação é essencial para todas as reações químicas do corpo, inclusive a fecundação. Tome cerca de 3 litros de água por dia. Mas modere o consumo de café e chá, rico em cafeína em média duas xícaras por dia. Álcool, só ocasionalmente, como uma taça de vinho uma vez por semana. Já refrigerantes devem ser cortados, pois contém muito açúcar.

 8) Controle peso Após perderem 3% do peso, 60% das mulheres com sobrepeso apresentam ciclos ovulatórios normais. Ter um índice de massa corporal (IMC) entre 21 e 25 índica boa fertilidade. Mais ou menos do que isso pode afetar a ovulação.

 9) Diminua o consumo de carne vermelha Substituir a proteína animal pela vegetal melhora a ovulação. O estudo americano mostrou que a infertilidade ovulatória era 39% maior em mulheres que consumam mais proteínas animal. Isso não significa abolir a carne do prato, mas reduzir a ingestão para duas vezes por semana e escolher outras fontes de proteínas, como peixe, soja e feijão.

10) Adapte o cardápio Pequenas alterações no cardápio típico brasileiro também podem aumentar a fertilidade. “Troque o arroz branco pelo integral, reforce a dose de feijão para substituir o valor protéico da carne e adicione a saladas duas nozes ou três castanhas, ricas em óleos do bem”.

CARDÁPIO DA FERTILIDADE

A nutricionista Fernanda Scheer, da Clínica Vânia Assaly de Medicina Integrada, em São Paulo, adaptou o cardápio do livro “The Fertility Diet” para o paladar brasileiro. Ela usou alimentos com os nutrientes recomendados pelos autores e facilmente encontrados em feiras e supermercados. Mas lembre-se: o objetivo não é emagrecer, e sim aumentar a fertilidade e ficar mais saudável.

  SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA QUARTA-FEIRA
CAFÉ DA MANHÃ 1 copo (200 ml) de leite ou iogurte integral
2 colheres (sopa) de aveia em flocos
1 colher (sobremesa) de amêndoas picadas e tostadas
1 banana prata ou 1 goiaba
1 copo (200 ml) de leite de soja batido com 1 maçã
1 fatia de pão integral torrado com 1 colher (sobremesa) de tahine (pasta de gergelim) e 1 colher (sobremesa) de geléia de framboesa sem açúcar
½ xícara (chá) de café preto
3 colher (sopa) de abacate amassado com limão
1 colher (chá) de mel
2 colheres (sopa) de granola sem açúcar
ALMOÇO 1 prato (sobremesa) de salada de rúcula, tomate e pepino, temperada com 1 colher (sobremesa) de azeite de oliva extra virgem e 1colher (sopa) de vinagre de maçã
3 colheres (sopa) de berinjela cozida
1 posta grande de salmão grelhado em crosta de gergelim
2 colheres (sopa) de arroz selvagem
Macarrão de atum feito com 1 xícara (chá) de macarrão integral com molho de tomate, 3 colheres (sopa) de atum, 1 xícara (chá) de brócolis cozido, 1 colher (sopa) de beterraba ralada 1 prato (sobremesa)de salada de alface roxa, broto de bambu e 1 fatia média de tofu picado
1 colher (sobremesa) de azeite de oliva extra virgem
2 colheres (sopa) de vagem cozida
2 colheres (sopa) de arroz integral
1 concha média de feijão azuki
LANCHE DA TARDE 1 ovo cozido ou mexido
1 fatia de pão de centeio
1 xícara de chá verde
1 colher (sopa) de semente de girassol e 1 colher (sopa) de uva passa
1 copo (200 ml) de água de côco
3 damascos secos
3 castanhas do pará
1 xícara de chá verde
JANTAR Salada de feijão branco: 3 colheres (sopa) de feijão branco cozido, 2 xícaras (chá) de folhas verdes variadas, ½ xícara (chá) de cenoura ralada, 1 batata doce média cozida cortada em pedacinhos, 3 nozes picadas, 1 colher (sobremesa) de azeite de oliva extra virgem para temperar. Salada de grão de bico e quinua feita com 1 prato (sobremesa) de salada de alface, agrião e tomate cereja. 1 fatia média de manga, 1 colher (sobremesa) de azeite de oliva extra virgem, 3 colheres (sopa) de grão de bico e 3 colheres (sopa) de quinua cozida  em grãos 1 posta grande de peixe branco, como pescada ou saint peter, assado no papel alumínio com temperos e vegetais (tomate, cebola, cenoura, chuchu)
3 colheres (sopa) de purê de abóbora salpicado com 1 colher (sobremesa) de gérmen de trigo
LANCHE 1 xícara (chá) de morangos com 1 colher (sopa) de iogurte natural e 1 colher (sopa) de linhaça dourada triturada 1 fatia média de melancia 1 pêra cozida com e ½ xícara (chá) de sorvete de creme sem gordura

Comments (2) »